Trabalho na indústria da moda: debate sobre emprego e mão de obra feminina

#EspecialFashionRevolutionWeek

Nesta terça-feira (25) a terceira edição da Fashion Revolution Week 2017 – Brasília terá atividades da Casa Thomas Jefferson da Asa Sul. Ao longo da semana você pode acompanhar tudo que rola nesse evento global na coluna Consumo Consciente. Uma excelente oportunidade de repensar sua relação com a moda.

No segundo dia da programação da Fashion Revolution Week 2017 – Brasília, será exibido o documentário The True Cost, de 2015, que descostura o modo de produção do mundo da moda. O documentário, com direção e roteiro de Andrew Morgan, traz entrevistas com personalidades como Livia FirthStella McCartney e Vandana Shiva.

Graças a uma campanha bem sucedida de financiamento coletivo (crowdfunding) na plataforma Kickstarter foi possível realizar o documentário, que ao longo de 1h32 de duração conduz o expectador a refletir sobre as roupas que usa e as pessoas que as fabricam.

O impulso para produzir o documentário foi o trágico desabamento do edifício Rana Plaza, em Dhaka (Bangladesh), no dia 24 de abril de 2013, após inúmeras advertências sobre rachaduras graves na estrutura. O local abrigava cerca de cinco mil empregados da indústria da moda, sendo quatro grandes fábricas exportadoras e algumas lojas.

A tragédia deixou 1.133 mortos e 2.500 feridos e motivou a produção de The True Cost e a campanha Fashion Revolution. O intuito é mostrar ao mundo que a mudança é possível através da criação de um futuro mais sustentável e da criação de conexões que exigem transparência.

Mesa redonda – Após a exibição do documentário, será realizada uma mesa redonda com o tema “Empregos na moda e mão de obra feminina”, com a participação de Flavia Amadeu (Flavia Amadeu Design), representante da Fashion Revolution Week em Brasília; eu, como jornalista que escreve sobre Consumo Consciente aqui no Brasília de FatoRachel Pinheiro, consultora de moda sustentável e Romilda G. Moreira, designer de moda.

A designer Flavia Amadeu é pioneira no Fashion Revolution e participou da primeira semana de conscientização da moda em Londres (2013). Ela é pesquisadora e empreendedora social e apoia comunidades produtoras e artesãos da floresta Amazônica, principalmente seringueiras, desenvolvendo produtos de joias, moda e decoração e também o artesanato local, capacitando mulheres e jovens da região.

flaviadia2-300x300“O filme gera inquietações ao contextualizar a indústria da moda que não vemos. Os convidados irão refletir junto ao público sobre os impactos da indústria da moda e o consumo desenfreado. A ideia é pensar também novos paradigmas.”
Flavia Amadeu, representante da Fashion Revolution Week em Brasília

 

Eu, Iara Vidal, 43, sou jornalista com experiência em veículos de comunicação, assessoria de imprensa e gerenciamento de crises. Escrevo esta coluna Consumo Consciente, na qual conto histórias sobre empreendedores criativos da cidade e abordo temas relacionados ao universo da sustentabilidade.

iaradia2materia“O documentário tem potencial para engatilhar mudanças na forma de consumir moda. Pode ser uma porta de entrada para o consumo consciente em outras áreas da vida, como a alimentação e a moradia.”
Iara Vidal, jornalista da coluna Consumo Consciente

Rachel Pinheiro, 36, é brasiliense e mora e trabalha em Londres (Inglaterra) há 13 anos. Participa do Fashion Revolution desde a primeira edição. Assina o blog ‘House of Pinheiro’ e conta com 70 mil visualizações mensais e 50 mil seguidores nas redes sociais.

racheldia2“Minha expectativa é que essa comunidade formada pela conscientização social na moda possa se estender para outras partes da vida das pessoas.”
Rachel Pinheiro, consultora de moda sustentável

Romilda Moreira, 39, é brasiliense, designer de moda, consultora em design e sustentabilidade, professora de corte, costura e modelagem. Atualmente dedica-se à pesquisa de moda, novas tecnologias e sustentabilidade.

romildadia2-300x300“A maioria das pessoas conhece o lado glamouroso da moda – desfiles, revistas, a beleza – e desconhece os bastidores – horas exaustivas de trabalho nas fábricas, produtos químicos utilizados na fabricação das roupas e os enormes lixões de produtos têxteis. O filme abre os olhos para isso e acredito que auxilia na mudança de hábitos de consumo.”
Romilda Moreira, designer de moda

Fashion Revolution Week 2017 – Brasília

25 DE ABRIL, TERÇA-FEIRA
Das 19h às 22h
Casa Thomas Jefferson – Unidade Asa Sul, Auditório (SEPS 706/906 – Conjunto B Asa Sul)
– Tema: Trabalho na Indústria da Moda
– Exibição do filme The True Cost
– Mesa redonda – Após a exibição do documentário, debate sobre “Empregos na moda e mão de obra feminina”, com a participação de Flavia Amadeu (Flavia Amadeu Design), Iara Vidal (jornalista da coluna Consumo Consciente, do Brasília de Fato) e Romilda G. Moreira (designer de moda).

Serviço

Fashion Revolution Week 2017 – Brasília
De 24 e 28 de abril de 2017, de segunda a sexta-feira * Das 19h às 22h * Casa Thomas Jefferson – Unidade Asa Sul (SEPS 706/906 – Conjunto B Asa Sul) e Unidade Asa Norte (SGAN 606 – Bloco B – Asa Norte) * Loja Verdemanga, Shopping Pier 21 (Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 2 Lote 32 Loja p03, Térreo – Asa Sul).

Deixe uma resposta