Sustentabilidade na moda: inclusão social e consumo consciente

#EspecialFashionRevolutionWeek

O último dia de palestras da Fashion Revolution Week 2017 – Brasília discutiu o tema Cenários Futuros na noite desta quinta-feira (27), no Makerspace da Casa Thomas Jefferson da Asa Norte. Hoje acontece o encerramento da Semana de Revolução na Moda no Quadradinho. Você acompanha tudo que rola nesse evento global na coluna Consumo Consciente. Uma excelente oportunidade de repensar sua relação com a moda.

No quarto dia da programação da Fashion Revolution Week 2017 – Brasília, o tema debatido foi Cenários Futuros. Foram três palestrantes: o diretor da Escola Perestroika Brasília, Guilherme Piletti; o coordenador de Meio-ambiente da UNESCO/ ONU Brasil, Massimiliano Lombardo; e a representante do Fashion Revolution Brasil em Brasília, Flavia Amadeu. Em paralelo, foi realizada a Oficina Design criativo – acessórios e materiais alternativos, ministrada pela designer de joias Nazareth Pinheiro, do noSSo estúdio design.

Guilherme Piletti foi o primeiro a falar e justificou o look escolhido para o evento explicando que consome muito poucos produtos de moda. “Reaproveito muita coisa e fiz questão de vir com a calça com que meu pai casou e que eu já uso há mais de 10 anos”. O comunicador, pós-graduado em Comportamento e Consumo, falou sobre o futuro tendo como ponto de partida a sustentabilidade.

Gui alinhavou os desafios para a sustentabilidade da moda ao conceito de biomimética [ciência que estuda os princípios criativos e estratégias da natureza para criar soluções voltadas para a humanidade com funcionalidade, estética e sustentabilidade]. Enquanto a Natureza funciona de forma cíclica, interdependente e otimizada, comparou, a humanidade adotou um modelo linear, cartesiano e maximizado e insustentável.”Não existe jogar fora”, observou.

“A gente acredita em rediscutir relações com o trabalho, o mercado, para quê a gente trabalha, grana. Num evento como este, com a proposta de olhar diferente para um mercado tão imponente, tão grande e tão importante quanto é o mercado da moda, eu me sinto em casa para dar pitaco”, disse.

guidiapalestrapos“Nossa proposta é estar sempre repensando as coisas que vêm preestabelecidas. Por acreditar em uma geração que tem tanta inteligência acumulada e está num momento da escalada evolutiva que consegue dizer para quem veio antes: não, as regras não estão certas e devem ser revistas.”
Gui Piletti, Escola Perestroika


Massimiliano Lombardo falou sobre as Oportunidades para uma moda mais responsável no contexto da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Ele traçou a linha do tempo da atuação das Nações Unidas em prol da sustentabilidade desde a realização da Conferência Rio-92, que produziu a Agenda 21, até os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que norteiam a Agenda 2030.

O especialista em meio ambiente e desenvolvimento sustentável atua como oficial do programa de meio ambiente da UNESCO no Brasil desde junho de 2016. Ele destacou que a Agenda 2030 atua em cinco pilares:  pessoas, planeta, parcerias, paz e prosperidade para alcançar o desenvolvimento sustentável. Massimiliano comentou ainda que o documento que atualmente norteia as ações da ONU para a sustentabilidade do planeta foi uma resposta às críticas aos Objetivos do Milênio, genéricos e elaborados sem a colaboração da sociedade civil.

maxpaleste“Para que o desenvolvimento sustentável seja alcançado, é crucial harmonizar três elementos centrais: crescimento econômico, inclusão social e proteção ao meio ambiente. Erradicar a pobreza em todas as suas formas e dimensões é um requisito indispensável para o desenvolvimento sustentável.
Massimiliano Lombardo

 


A Flavia encerrou a programação de palestra do evento do qual é coordenadora em Brasília. A designer é pioneira no Fashion Revolution e participou da primeira semana de conscientização da moda em Londres (2013).

Dona da Flavia Amadeu Design Sustentável, ela é pesquisadora e empreendedora social e apoia comunidades produtoras e artesãos da floresta Amazônica, principalmente seringueiras. Desenvolve produtos de moda e decoração e impulsiona o artesanato local capacitando mulheres e jovens da região.

A designer apresentou a palestra Cadeia de valor da borracha natural – geração de renda e inclusão social na floresta Amazônica. Ela compartilhou a experiência com a borracha FSA (Folha Semi-Artefato), material de que são feitas as joias orgânicas da sua marca. “A borracha colorida foi desenvolvida para gerar renda na floresta Amazônica e se transformou em uma ferramenta para inclusão social,” orgulha-se.

A FSA está mudando para melhor a vida de mulheres, que foram incluídas na cadeia produtiva da borracha.”Hoje, a borracha é produzida ao lado da casa da família, na unidade de produção, permitindo assim a proximidade com os afazeres domésticos e a convivência com os filhos; a defumação do látex foi eliminada; e o processo de produção é limpo e, relativamente, simples”, descreve Flavia.

O novo método foi desenvolvido pelo Laboratório de Tecnologia Química da Universidade de Brasília (LATEQ-IQ/UnB) e estimula a interação entre os membros da família nessa cadeia produtiva. Em alguns casos, por exemplo, os homens coletam o látex das seringueiras na floresta e as mulheres fazem a produção na unidade.

flaviapalestra“Os seringueiros são considerados guardiões da floresta. Ao gerar renda na floresta, eles protegem as áreas onde vivem. Uma família que trabalha na floresta pode proteger até 500 hectares. 
Flávia Amadeu


Encerramento – Nesta sexta-feira, das 19h às 21h, será realizado o encerramento da Fashion Revolution Week 2017 – Brasília. Haverá a apresentação de um manifesto e celebração. Além de uma exposição de bolsas da Cia do Lacre. A oficina de upclyclingfoi cancelada.

DIA 28 DE ABRIL, SEXTA-FEIRA
Das 19h às 21h
Loja Verdemanga (Shopping Píer 21)
– Encerramento – Intervenção “Manifesto” e celebração com happy hour
– Exposição de bolsas da Cia do Lacre.

Serviço

Fashion Revolution Week 2017 – Brasília
De 24 e 28 de abril de 2017, de segunda a sexta-feira * Das 19h às 22h * Casa Thomas Jefferson – Unidade Asa Sul (SEPS 706/906 – Conjunto B Asa Sul) e Unidade Asa Norte (SGAN 606 – Bloco B – Asa Norte) * Loja Verdemanga, Shopping Pier 21 (Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 2 Lote 32 Loja p03, Térreo – Asa Sul).

Deixe uma resposta