Espaço WWF/CasaPark: divulgação de iniciativas socioambientais

O WWF-Brasil está com um espaço no CasaPark para levar ao público do shopping noções e conceitos de sustentabilidade. O local vai promover as ações, campanhas e iniciativas de conservação da natureza desenvolvidas pela organização ambientalista. O espaço estará aberto para visitação pública, em que estarão expostos no local diversos produtos relacionados ao Programa Madeira é Legal, iniciativa do WWF-Brasil que promove o uso sustentável e responsável da madeira na construção civil.

Consumo Consciente conversou com o analista de conservação sênior do WWF-Brasil, Ricardo Russo, sobre o impacto desse projeto na conscientização dos brasilienses sobre a sustentabilidade na construção civil. Ele pontua que, no mundo todo, a construção civil é responsável por 47% das emissões de gases do efeito estufa e gera 60% dos resíduos sólidos das grandes cidades, além de provocar um enorme gasto de energia e água.

“Antes de qualquer coisa, o Espaço WWF/Casapark é um manifesto pelo uso de madeira na construção civil. Os arquitetos e seus clientes, optando por construir e morar em estruturas de alta tecnologia que usam madeira, mostram que é possível diminuir o tempo das obras, gerar menos resíduos e contribuir com a redução da emissão de gases de efeito estufa, já que a madeira “estoca” carbono que seria lançado na atmosfera”, explica Ricardo.

Segundo ele, a expectativa do WWF Brasil é gerar reflexão sobre arquitetura e construção, além da oportunidade de mostrar os resultados das ações de conservação de natureza promovidas pela organização. Isso será feito por meio de exposições e palestras no espaço. “O que queremos mostrar também é que podemos partir do “universo urbano”, com foco em sistemas construtivos e construção sustentável, para mostrar o quanto a preservação dos ecossistemas é importante e depende dos nossos hábitos”, comenta o especialista.

“A conservação da natureza e da biodiversidade depende das nossas ‘ações urbanas’, do comportamento que temos nas cidades e nas formas de consumo que exercemos nas grandes metrópoles”, complementa.

O Espaço WWF/Casapark funcionará como um local multiuso, onde serão divulgadas as ações do WWF-Brasil. Em breve, o estande abordará temas como água, mudanças climáticas, agricultura, populações tradicionais e produção sustentável, ligadas aos diferentes ecossistemas.

ricardorussowwfbrasil

“Este espaço tem a pretensão de aglutinar as ideias e promover a reflexão de diversos temas. Nossa parceria com o Casapark inclui ainda o uso de outros espaços dentro do shopping como a Livraria Cultura e as salas de cinema, para debates e palestras. Enxergamos isso tudo como uma  oportunidade única para a discussão sobre a sustentabilidade em Brasília.”
Ricardo Russo, WWF-Brasil

Estande – O estande foi feito com o material usado na fachada de Casa Cor Brasília 2016. A proposta foi reaproveitar a madeira do evento, colocando em prática os conceitos de sustentabilidade e de exploração responsável dos recursos naturais. O índice de aproveitamento daquela estrutura no novo espaço foi de 90%, segundo os responsáveis técnicos pela obra.

O Espaço WWF/CasaPark tem 20 metros quadrados, mas possui um teto que avança sobre as áreas comuns do shopping e soma uma área total de 115 metros quadrados. A intervenção no telhado do centro de compras é uma proeza da engenharia: tem a primeira viga estrutural em madeira com dupla curvatura do Brasil.

Para montar o estande, foram usados 10 metros cúbicos de madeira, divididos em mais de 500 peças, tanto estruturais quanto decorativas. Aproximadamente 6 toneladas de carbono estão estocadas no estande – contribuindo, assim, para minimizar os prejuízos causadas pelas mudanças climáticas.

Em sua montagem, o estande junta duas tecnologias: a madeira laminada colada, que permite desenhos em curvas nas peças de madeira e foi usada no teto; e o aproveitamento de madeira tropical, que constitui o piso e os elementos decorativos. A madeira laminada colada é de eucalipto (pinus) e a madeira tropical é o cambará, também conhecido como mandioqueira. A concepção e execução do projeto foram feitos pela empresa Casacerta Arquitetura e Construção, de Brasília (DF). Um dos responsáveis pela obra foi o arquiteto Roberto Lecomte.

Benefícios – O uso responsável da madeira na construção pode ajudar na gestão e conservação das florestas brasileiras; auxilia na manutenção da biodiversidade e é uma ferramenta no combate aos prejuízos causados pelas mudanças climáticas – a madeira estoca carbono que seria lançado na atmosfera e agravaria os problemas climáticos existentes hoje. Além disso, utilizada da maneira adequada, a madeira reduz o tempo de construção; promove a diminuição do tempo e de resíduos no canteiro de obras e dá efeito visual diferenciado às estruturas que compõe. Ela também é um material mais leve e de fácil manuseio.

Serviço

Espaço WWF Brasil/CasaPark
SGCV Sul lote 22, Asa Sul
Como chegar

*Com informações da ProAtiva Comunicação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: