Marcelo Bilac: transforma sucata em móveis com design sustentável

O designer de móveis Marcelo Bilac está sempre em busca de novos materiais para produzir suas peças de mobiliário: árvores caídas, sucata automotiva, vidros, tecidos e resíduos da construção civil e da indústria. O que vier, ele encara. “Procuro ficar atento a qualquer possibilidade de utilização consciente dos materiais.”

Seu talento ganhou o mundo e já teve o trabalho exposto no Salão do Móvel de Milão, em 2016, com o seu banco Cavalete. Cada peça autoral de Marcelo passa por um processo de criação diferente. Ou ele faz um esboço da forma e vai em busca da matéria-prima ou é a matéria-prima que dita a forma que quer ser trabalhada.

marcelobilac
Foto: Marcelo Ferreira

“O banco Cavalete, por exemplo, eu fiz um esboço para ser uma peça simples e bonita, produzida com recursos sustentáveis. Então escolhi para o assento um resíduo florestal e para base um resíduo da construção civil”.
Marcelo Bilac, designer

A consciência ambiental faz parte do cotidiano de Marcelo, que procura aproveitar o máximo dos recursos que tem. “Em casa, a refeição que sobra vai para as galinhas; as cascas de frutas e verduras são decompostas e retornam para as plantas; e também fazemos a separação de plástico, metais, papel e vidros”, descreve.

Aos 38 anos, o brasiliense tinha 10 quando mudou-se com a família para Cuiabá-MT. Fez escola técnica em desenho industrial e deu os primeiros passos na marcenaria. Em 2000, voltou para Brasília e fundou com um sócio a Unique Móveis. Em 2001, comprou uma chácara em Ceilândia Sul onde funciona a empresa até hoje.

A chácara é um personagem da jornada pela sustentabilidade nos móveis de Marcelo. Foi durante os trajetos diários de casa para o trabalho e vice-versa que ele e o antigo sócio avistaram as madeiras jogadas às margens da estrada como oportunidade de negócio. “Como o valor comercial da madeira é elevado, enxergamos a possibilidade de recolhê-las e através do design trabalharmos o valor verdadeiro de uma matéria-prima tão nobre”, recorda.

Marcelo educou o olhar para enxergar beleza no lixo e voltou sua atenção para outros materiais como sucata da construção civil e automotiva, tecidos e outros. Além de desenhar, ele também cria as formas dos móveis que imagina. “Me sinto privilegiado por poder produzir minhas próprias criações”, comenta, ressaltando que tem peças que faz sozinho e outras em equipe.

A primeira produção sustentável, feita sem pretensões e com sobras de lâminas e compensados de madeira, foi um porta-CDs. Hoje, além das peças autorais, Marcelo trabalha com móveis planejados e personalizados com a sua emprensa, a Unique Móveis, e em produções para outros designers da cidade como Dimitri Lociks, Gustavo Goes e Acioli Felix.

Serviço

Unique Móveis
uniquemoveis@unique1.com.br
(61) 3378-8061

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: