Mariana Dap: Cobogó Mercado de Objetos, pioneiro na ocupação de áreas públicas

O Cobogó Mercado de Objetos é mais do que um local para quem está em busca de produtos autorais e diferentes. É um exemplo de sucesso de como um ambiente privado pode ter sinergia com os espaços públicos. A marca registrada nesse cantinho na Asa Norte é uma gameleira frondosa que fornece a melhor sombra do pedaço.

Mariana Dap, 42, natural de Campinas e desde os sete anos em Brasília, é a empreendedora – ao lado do marido – do negócio que está na estrada há 10 anos. Com o ensino médio incompleto, Mari está sempre estudando e aprendendo na área do comércio. Desde os 18 anos ela atua no mercado criativo da cidade e as dificuldades e experiência foram o estopim para criar Cobogó.

O Cobogó nasceu como um evento para produtos autorais da cidade em 2008. Cerca de um ano e meio depois a loja foi aberta na 704/705 Norte. O espaço reúne um mix de produtos de moda, decoração, joias. Tem ainda um café que serve lanches caprichados, com um hambúrguer de tirar o fôlego, um bolo de cenoura que é um sucesso. Isso sem falar no chopp gelado, uma parceria às quinta-feiras e sábados com a Fusbier.

A curadoria de tudo que é exposto e servido no Cobogó passa pela Mari. Ela avalia diversos quesitos, como acabamento, função, estilo, preço. Nem tudo que está nas prateleiras é do apreço pessoal dela. Assim como tem muitas coisas que ela adora e não estão lá. A prioridade é manter a identidade da loja.

Um dos destaques do Cobogó são projetos em parceria com produtores e iniciativas locais de variados segmentos. Acaba de nascer, por exemplo, o Espaço Ninho. Um coworking voltado para manualidades que ocupa o subsolo da loja. O Cobogó é parceiro do Clube do Gato e volta e meia participa de campanhas em benefício dos gatíneos de rua.

O Mercado Cobogó é pioneiro em ações de ocupação da área pública com a realização de pequenos eventos e feiras. Todo primeiro sábado do mês, recebe a Feira de Quintal, em parcerias com produtores da área de jardinagem e gastronomia. Às quartas, é servida sob a sombra da gamaleira, a famosa galinha com polenta e salada verde. Tem muito mais.

“Esse movimento hoje está mais do aceito e replicado pela cidade, eu entendo que é assim porque a cidade foi pensada para esse formato, grandes áreas verdes e públicas foram feitas para serem utilizadas por todos. Importante também entender que, além de utilizadas, essas áreas precisam ser respeitadas em todos os sentidos, ter manutenção e preservação. O impacto de unir forças é sempre bom, né?”
Mariana Dap

Mariana é uma mulher pragmática, de fala direta e olho no olho. Ela não mede palavras para listar os desafios de manter o negócio, que na visão dela são compartilhados pelos microempreendedores brasileiros. Ela aponta os altos impostos, a falta de incentivo, as dificuldades em contratação de equipe, burocracias de custo altíssimo. E no Distrito Federal, tem ainda a dupla tributação do ICMS. Para encerrar, o que ela considera mais difícil: a falta de informação do cliente em relação a essa realidade.

“Muita coisa nova abrindo por aí, coisas lindas, ideias maravilhosas, meu desejo é que esses novos empreendedores não desistam por conta de todas as dificuldades. Para ser empreendedor nessa linha de arte, cultura e consumo consciente não basta ter a ideia, o investimento e o melhor trabalho do mundo. Precisamos também ter fé de que um dia vai melhorar e que nosso esforço e trabalho vai ser visto e valorizado por nossos clientes e governo.”
Mariana Dap

Serviço

Cobogó Mercado de Objetos
SCRN 704/705 bloco E lojas 51/56 – Asa Norte
(61) 3039-6333
Facebook / Instagram

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: