Gisele Santos: vencedora do Miss Catadora 2018

A brasiliense Gisele Santos está prestes a completar 30 anos, no dia 3 de julho. No domingo, 29 de abril, ela ganhou um presente antecipado: o título de Miss Catadora 2018 e uma bolsa integral do curso de costureira do Senac DF da unidade Ceilândia.

A atividade integrou a programação da Semana Fashion Revolution em Brasília, foi realizada em parceria com o projeto Reciclando o Futuro, idealizado por Renata d’Aguiar, e propôs um exercício de moda circular. Garimpar no lixo elementos para produzir a própria roupa e mostrar a criatividade das participantes (19 ao todo, com oito finalistas).

Gisele entrou na passarela com um look todo feito do que seria lixo. Na blusa, ela bordou dezenas de lacres de latas de alumínio. A saia recebeu apliques de caixas de ovos de isopor e de flores feitas em papel de jornal e revista com a barra de fitas de VHS com um efeito totalmente disco club. O sapato foi forrado com jornal e recebeu mais franjas de VHS. Ela também produziu todos os acessórios. A bolsa foi feita com jornal; os brincos, anéis e pulseiras foram feitos de garrafas PET.

Gisele e Renata d’Aguiar, do projeto Reciclando o Futuro

“Foi difícil encontrar caixas de ovos limpas. Para fazer a saia, a cola grudava nos dedos e quebrei todas as minhas unhas. Os lacres de latinha de alumínio também deram trabalho, pois eu precisei de muitos para bordar a minha blusa. O mais tranquilo foram as flores de papel, pois é mais fácil de achar jornal e revistas limpos. Tive a ajuda da minha irmã, minha colega Renata e uma vizinha. Ficamos até tarde da noite fazendo acabamento. Depois que terminamos, ajudamos outra candidata.”
Gisele Santos, Miss Catadora 2018

A Gisele contou com a torcida dos dois filhos, do netinho recém-nascido e do companheiro. Ela se diz animada para iniciar as aulas de costura. Este ano, ela teve o primeiro contato com o mundo das agulhas e aviamentos em um curso oferecido pela Fábrica Social.

A Miss Catadora não vê a hora de iniciar a nova jornada de aprendizagem.Ela planeja, inclusive, retomar os estudos em breve. Como sempre trabalhou como catadora no Lixão da Estrutural, nunca teve ânimo de encarar a sala de aula em cursos noturnos, pois estava sempre muito cansada. Agora isso vai mudar.

Parabéns, Gisele!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: