Marcello José Pio: indústria 4.0 para a moda

A Semana Fashion Revolution – Brasília promoveu o Seminário Perspectivas para a Moda Consciente no Brasil, realizado no Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, no dia 24 de abril de 2018, Dia D da Revolução da Moda. O evento teve o apoio da Segunda Secretaria da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados.

O seminário reuniu especialistas de várias áreas para falar sobre a cadeia produtiva da moda. Um dos painelistas foi o especialista em prospectiva do SENAI Marcello José Pio. Químico industrial, mestre e doutor em ciências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ele atua no desenvolvimento de estudos sobre tendências tecnológicas e organizacionais e seus impactos na formação profissional e mercado de trabalho.

Durante o painel Evolução Tecnológica: fábricas inteligentes, Pio falou sobre tecnologias associadas à indústria 4.0 no setor de confecção do vestuário e da moda e seus impactos na formação profissional para esses setores.

FÁBRICA INTELIGENTE

Captura de Tela 2018-05-01 às 12.29.37
Fonte: SENAI

A fábrica inteligente, também conhecida como Indústria 4.0, é definida como uma fábrica que compreende o contexto e ajuda pessoas e máquinas na execução de suas respectivas tarefas. Ao considerar a Indústria 4.0 como uma evolução dos sistemas produtivos industriais, serão intensificados a redução de custos e de erros, a economia de energia, o aumento da segurança, a conservação ambiental, o fim do desperdício, a transparência nos negócios, o aumento da qualidade de vida e a personalização e escala sem precedentes.

Foto: Will Shutter / Acervo / Câmara dos Deputados

“Com a robótica e a automação na confecção, a manufatura automatizada atingiu um estágio sem precedentes. Medidas em 3D e visão de máquina permitirão a adaptação às condições do ambiente e o acompanhamento de gestos humanos. O emprego da visão de máquina (para reconhecimento de padrões e processamento de imagem) para determinar a posição de costura em relação aos fios é fundamental para a automação da confecção.”
Marcello José Pio, SENAI

As Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) estão sendo aplicadas na modelagem e simulação da manufatura integradas a todos os processos de design. Juntamente com ferramentas de realidade virtual, permitirão que todos os produtos e processos sejam otimizados de forma rápida (just in time), e sob demanda (produção enxuta).

A Manufatura Social (Computação nas Nuvens) consiste no envolvimento pleno do consumidor no processo produtivo pela internet. No setor de moda e confecção, o conceito de Plataforma em Nuvem para a Manufatura Social envolve cada parte da indústria de confecção, incluindo consumidores, fabricantes, fornecedores, designers, varejistas.

Já as Tecnologias Sustentáveis mostram que a maioria dos produtos têxteis pode ser reciclada, permitindo recuperação de parte da energia e do material empregado. O emprego de sistemas quantitativos de mensuração de impactos ambientais será essencial para a governança da cadeia de valor sustentável.

Pio também abordou Novos materiais (Smart Clothes) e destacou que produtos têxteis que atuem como sensores térmicos, de tensão, de pressão, químicos e biológicos permitem que diversos tipos de informação provenientes da interação do fio, do tecido ou da roupa com o corpo e com o ambiente. Tais sinais são convertidos, por exemplo, em sinais elétricos para que atuadores possam alterar a cor, liberar substâncias ou mudar a forma.

A aplicação da tecnologia de impressora 3D foi outro destaque da apresentação de Pio. No setor têxtil e de confecção, algumas iniciativas inspiradas na impressão 3D estão dando seus primeiros passos, com a fabricação de roupas sem costura e prontas para uso com geometrias customizadas a partir do desenho de um modelo em desktop.

O especialista do Senai falou ainda sobre protótipo de mini fábrica. Trata-se de uma unidade de instalação fabril verticalizada, modular, flexível e de pequenas dimensões. Uma única mini fábrica automatizada e integrada engloba o processamento de ordens, design, modelagem, tingimento dupla face, etiquetagem, corte ótico, manipulação robótica, costura, acabamento e expedição.

Confira a apresentação de Marcello Pio no Seminário Perspectivas para a Moda Consciente no Brasil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: