Outfit Cívico: 7 de setembro, dia de usar preto

#Dia7EuVouDePreto

Sábado, 7 de setembro, Dia da Independência, é dia de usar preto em luto pelos desmandos da necropolítica de Jair Bolsonaro. Na terça-feira, 3 de setembro, o ecocida do Planalto pediu que a população vista verde e amarelo neste feriado para “mostrar apoio à Amazônia”. Em 1992, o então presidente Fernando Collor também convocou pessoas a ir às ruas vestindo as cores da bandeira. Se deu mal e em várias cidades do país o outfit cívico foram peças pretas. A reação impulsionou protestos pela saída de Collor da Presidência e acordou a geração cara-pintada.

 

 

Em 2019, a resposta do Brasil veio no dia seguinte ao pedido nada original de Jair. Na quarta-feira, 4 de setembro, um dos assuntos mais comentados no Twitter foi a hashtag #Dia7EuVouDePreto, que em poucas horas parou nos trending topics. A ideia dela é fazer um chamamento para que as pessoas se vistam de preto no feriado do Dia da Independência.

Em Brasília, o produtor cultural Sandro Biondo oferece um mimo especial para amigos e amigas que vestirem preto dia 7 de setembro. Ele vai distribuir 100 ingressos para o Ocupa! – 1º Festival de Artes Contemporâneas de Brasília do Dia da Independência, que terá show de Alice Caymmi, Chico Chico e Jean Tassy.

“Basta me mandar um direct no Instagram @sandrobiondo com a hashtag #Dia7euvoudepreto e eu mando um link individual de cortesia. É minha pequena contribuição ao ‘patriotismo’ do país. Mas ó: se fugir do dress code, ficarei chateado por sete encarnações. Valendo!”
Sandro Biondo

O Ocupa! é uma iniciativa da Ocupação Contém, o primeiro complexo de diversão, cultura e gastronomia construído em contêineres de Brasília. Depois de passar pela 105 Norte e pela área externa da Funarte, nesta temporada a ocupação está na Piscina de Ondas, no Parque da Cidade. O festival coroa a iniciativa inédita de ocupação de área urbana por meio de intervenções de arte e cenografia, música e diversão, cultura urbana e comportamento.

O festival propõe um mergulho ousado nas artes contemporâneas e alguns de seus expoentes locais e nacionais, com uma programação multicultural de 7 a 29 de setembro, com entrada franca. O projeto foca em três eixos temáticos: Artes Visuais, Música e Cinema.

Deixe uma resposta