Outfit Reaça: o horror da moda bolsonarista

bolso_palmeiras-586x330
Divulgação

Desde o primeiro dia de 2019 as pessoas civilizadas e democratas do Brasil vivem um pesadelo e padecem de vergonhas indescritíveis. Ainda bem que o ecocida que ocupa o Palácio do Planalto fez o favor de mostrar a líderes do mundo todo o quanto ele é horrível durante o absurdo discurso de ódio e mentiras proferido durante a abertura da Assembleia Geral da ONU, no dia 24 de setembro. Faço minhas as palavras de Leonardo Sakamoto.

Os adeptos da necropolítica miliciana são espécimes que merecem ter o vestuário estudado. Não basta serem toscos nas ideias, também reverenciam a estética desleixada. Algumas pérolas do Outfit Reaça:

Girafas amazônicas

Nada que seja tão péssimo que não possa piorar. O ministro da (des)Educação, Abraham Weintraub, tirou a manhã desta quinta-feira, 26 de setembro, para debochar das queimadas na Amazônia. Ele publicou uma foto, dentro de um avião, na qual mostra sua gravata estampada de girafas. (Fonte: Carta Capital)

Reforma da Previdência, chinelão e camiseta falsificada

De chinelos, camiseta falsificada, calça de moletom e um blazer mal cortado, Jair Bolsonaro posou na tarde do dia 14 de fevereiro com Onyx Lorenzoni, Paulo Guedes, Alberto dos Santos Cruz e outros assessores depois de discutir a reforma da Previdência, no Palácio da Alvorada. Outfit Reaça para destruir a previdência e seguridade social de trabalhadoras e trabalhadores brasileiros. Histórico. (Fonte: Época)

xJair-Bolsonaro-e-ministros-no-Alvorada.jpg.pagespeed.ic.vcGwpCnJQE
Chinelo e camiseta: a reunião da Previdência Foto: Coluna Guilherme Amado/Agência O Globo

Cinta de coitadinho

Quem precisa usar cinta pós-cirúrgica sabe que deve ser usada sob a roupa. Ninguém precisa ver. Aliás, pelo contrário. A ideia é você levar a vida com o máximo de normalidade, inclusive no vestuário. Não para o rei da cafonice e do mimimi vitimista da fakeada. O ecocida adora ser tosco.

Um urubu avesso a cores

19022019_162404AlexandreKnoploch_deputado3x4-3882
Foto: Alerj

A sessão ordinária na tarde do dia 11 de setembro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) foi marcada pela misoginia e arrogância de um bolsonarista. O deputado Alexandre Knoploch (PSL), que adora um Outfit Reaça com barba por fazer, terno mal cortado, cores sombrias e, o destaque, ‘disfarçar’ a calvície com gel, subiu à tribuna do Palácio Tiradentes para praticar o esporte favorito da turma dele: passar vergonha. Ele comparou as roupas de deputadas da Casa — hoje, 13 — aos figurinos de novelas adolescentes como Chiquititas e Carrossel. (Fonte: O Globo)

Parlamentares do PSOL acreditam que ele se referia especialmente à Dani Monteiro (PSOL), que vestia saia quadriculada e meias amarelas no plenário. A parlamentar não deixou barato:

Pátria de vestir

View this post on Instagram

✅Patriotismo acima de tudo🇧🇷🇧🇷

A post shared by Bibo Nunes (@bibonunes1) on

O deputado federal Bibo Nunes (PSL-RS), conhecido muito mais por seu histrionismo do que propriamente por seus projetos, subiu à tribuna da Câmara dos Deputados na tarde do dia 11 de setembro “fantasiado” de bandeira brasileira. Ele mandou confeccionar, especialmente para a ocasião, um paletó multicolorido com as cores da bandeira. O objetivo do parlamentar, além de envergonhar a República, era celebrar o projeto de lei de autoria dele que autoriza o uso do símbolo nacional em “vestimenta e acessórios visíveis ao público”. Vamos democratizar a vergonha. (Fonte: Revista Fórum)

E você? Conhece algum exemplo de Outfit Reaça? Conta pra mim!

Deixe uma resposta